7 de jul de 2012

Sorriso com gosto de café fresco.


Um discreto jogo de olhares a rasgar a cinzenta noite.
Coração a duvidar das evidências,ou seriam meras especulações arranjadas?
Um assovio misterioso em tom pastel para acalentar a solitária nostalgia.
Breves murmúrios emergindo dos lábios pálidos.
Seu olhar era como uma canção esquecida e relembrada em um momento inoportuno.
Que diria ele ao tomar conhecimento de seus cortantes olhares ao vento?
Iria rir com aquele bom sabor de café fresco no canto da boca.


Nenhum comentário: