9 de jun de 2012

As Cartas mais Apaixonados que meus olhos leram.



Com ternura escolhi três cartas que me despertam a mais nobre afeição e brandura.Cartas escritas por personagens apaixonados que trespassem nas letras todo o ínfimo sentimento que inspira e impulsiona seus corações.

*A primeira carta está contida no livro Orgulho e Preconceito,da talentosa Jane Austen.É uma carta escrita por Elizabet benett para seu querido Mrs Darcy.

''[Elizabeth x Darcy] ~ Começo narrado em 1ª pessoa por Elizabeth.
Mr. Darcy,
Como pude deixar que tamanho orgulho me cegasse? Ou talvez fosse vaidade? Não sei explicar ao certo a grande diferença entre ambos, só sei que fui tão injusta em meus julgamentos! Vi diferenças e barreiras que não existiam. Fiz juras de ódio perpétuo com base em apenas falsas primeiras impressões. Logo eu, que me julgava tão consciente de meus atos e de minhas conclusões! Foi tolice, foi a mais pura tolice que pude cometer. Mas tu deves admitir que ao insultar minha família (mesmo com razão) e, principalmente, ao tentar separar Jane e Mr. Bingley conseguistes despertar uma onda de raiva.
Ah, mas por que tu tinhas que estragar tudo? Estava tão convicta de minhas decisões que mal pude acreditar quando ouvi aquela declaração de amor tão presunçosa! Senti ainda mais raiva. Como pôde dizer tais coisas? Não só inferiorizando a mim, mas também o puro sentimento que minha irmã nutria por seu amigo. Desejei te odiar ainda mais, porém não fui capaz de fazê-lo, principalmente depois daquela extensa e surpreendente carta que me entregastes logo depois. Como pude imaginar que todas as acusações feitas por mim e por outros eram infundadas? Não achava que isso fosse possível. Não estava preparada para amenizar os sentimentos negativos que nutria por ti.
Mas não pude manter essa posição por muito tempo. Tudo estava um verdadeiro caos em minha mente. Resisti por tanto tempo a esse sentimento, não sei ao certo o porquê. Talvez por conta de meu orgulho ou vaidade… Quem vai saber? Só compreendi perfeitamente o que sentia depois daquele dia em Pemberley. Você estava tão mudado! Ou será se essa era a sua verdadeira personalidade? Será se um dia irei saber? Seu jeito estava diferente. Parecia… Nervoso? Agoniado? Não entendi muito bem na hora, eu também estava muito desatenta e confusa. Era tudo tão novo e inesperado. Não pude compreender de imediato.
E quando Lydia fugiu? Céus, aquilo realmente me abalou. E mesmo com toda a instabilidade de minha família, você nos ajudou. Pagou todas as despesas sem fazer objeções, mesmo com vários ressentimentos justificáveis por Wickham. Além de ter encorajado Bingley para pedir a mão de Jane. Em todos os momentos, tentando “reparar os erros” da primeira impressão.
Percebi nesse momento que não poderia mais fugir de meus sentimentos. Gostando ou não dessa ideia, eu já estava te amando.
Ao vê-lo chegando novamente e ao renovar a proposta de casamento, não pude mais recusar. Deixei toda a minha vaidade (ou seria orgulho?) de lado para corresponder a todos os seus sentimentos da melhor maneira que pude. Minha alegria, sem dúvidas, estava ultrapassando a de Jane. Mesmo com minhas opiniões que, de certa forma, eram críticas demais, aprendi a deixá-las de lado e a substituir meus falhos julgamentos pelo mais sincero amor que já senti.
Está vendo? Palavras que pensei que nunca iria expor estão saindo com a maior facilidade do mundo. Talvez eu tenha mudado também.
Fico feliz em saber que essa carta nunca chegará às tuas mãos. Não suportaria ter que ver esse teu riso (que ainda é tão chocantemente belo para mim) embaraçado olhando para o meu rosto, me fazendo amar-te ainda mais.
Sem mais a acrescentar,
Elizabeth Bennet (futuramente assinando como Elizabeth Darcy).”
                         

* A próxima carta é do livro Persuasão,também de Jane Austen.Hoje,por indicação de minha querida prima Desa,assisti ao filme produzido pela BBC de Londres em 2007.Recomendo a todos que apreciam um bom filme de época. > Assistir.Persuasão.A carta é escrita pelo encantador Capitão Wentworth que é completamente apaixonado pela bela Anne Elliott : retirada do Blogue Jane Austen Portugal  tradução Clara Ferreira.
''Não consigo mais permanecer em silêncio. Tenho de falar contigo pelos meios de que agora disponho. Trespassaste a minha alma. Sou metade agonia, metade esperança. Não me digas que é demasiado tarde e que sentimentos tão preciosos desapareceram para sempre. Ofereço-me novamente à tua pessoa com um coração ainda mais teu do que quando quase o partiste há oito anos e meio. Não digas que um homem esquece mais depressa do que uma mulher, que o seu amor morre mais cedo. Eu somente te amei a ti. Posso ter sido injusto, fraco e ressentido, fui, mas nunca inconstante. Somente a tua pessoa me trouxe a Bath. Por ti apenas, eu penso e ajo. Não viste isso? Falhaste a entender os meus desejos? Não teria esperado nem estes dez dias se pudesse ler os teus sentimentos, como penso que penetraste nos meus. Mal consigo escrever. A cada instante oiço algo que me oprime. Baixas a voz mas eu sei distinguir os tons dessa voz mesmo quando ela se perde para os outros. Demasiado bondosa, excelente criatura! Tu fazes-nos justiça, de facto. Acreditas no verdadeiro afecto e constância entre os homens. Acredita nisto, mais fervoroso e constante, F.W.
Parto, incerto sobre a minha sorte, mas voltarei aqui ou para a tua festa. Uma palavra, um olhar será suficiente para que eu entre em casa do teu pai esta noite ou jamais o faça.'' 


* E a minha carta preferida,que vi no filme Paixão proibida.Trata-se da carta escrita por Helene para seu amado Herve.Colhi no blogue Nanda doce amor.

''Meu Querido Mestre…
Não se assuste.
Não se mova.
Não fale.
Ninguém irá nos ver..
Fique onde está.
Quero olhar pra você.
Temos a noite toda pra nós…
E quero olhar pra você.
Seu corpo pra mim.
Sua pele.
Seus lábios.
Feche seus olhos.
Ninguém pode nos ver…
E eu estou aqui do seu lado.
Você me sente?
Quando eu te tocar pela 1ª vez…
Será com meus lábios.
Você vai sentir o calor, mas não vai saber onde.
Talvés seja nos seus olhos.
Vou precionar minha boca nos seus olhos.
E vai sentir calor.
Agora abra seus olhos, meu amor.
Olhe pra mim, seus olhos nos meus seios, seus braços me erguendo, me deixando escorregar ao seu lado. Meu choro fraco, meu corpo tremendo.
Isso não acaba nunca.
Você não vê?
Vai ficar pra sempre jogando sua cabeça pra trás…
E eu vou ficar pra sempre enxugando minhas lágrimas.
Este momento tinha que ter acontecido, ele está acontecendo, esse momento vai continuar de agora pra sempre.
Não vamos mais nos vê.
O que tinhamos que fazer já fizemos.
Acredite em mim, meu amor.
Fizemos isso para a eternidade.
Preserve sua vida longe do meu alcance e se te deixar mais feliz…
Não hesite nem por um momento em esquecer essa mulher que diz sem nenhum traço de arrependimento.
Adeus…''


Period1_large
Então é isso queridos amigos.Gostaria com sinceridade de saber qual destas cartas tocou seus corações com mais sensibilidade.E confesso que entre todas a que mais me toca é a última,pois é de uma delicadeza e sonoridade perfeita.

4 comentários:

Larissa Castro. disse...

Amiga só me resta te dizer uma palavra que resumi tudo: PERFEITO! ameeei.

Anônimo disse...

I'm gone to tell my little brother, that he should also go to see this webpage on regular basis to obtain updated from newest information.

Feel free to visit my webpage ... hair removal device

Anônimo disse...

It іs easу in mу оpiniοn
to get a avеrage e-cig anԁ deсide they
arеn't for you without having researching and looking different items. I started along with E-Lites and they are alright but not excellent. I found all of them hard to draw/drag about and you were required to change the way you smoke to get a gratifying puff regarding smoke. Anyhow this isn't oѵerѵieω of Ε-Lites its looking at thе
GreenSmoκe so hеre goes:

Here is my pаge - green smoke coupon code

Anônimo disse...

Gostei muito, mas tá faltando uma:
"Toda noite eu esvazio meu coração, mas pela manhã ele esta cheio de novo. Gotas lentas de ti se infiltram através da suave carícia da noite. Pelo amanhecer eu transbordo com pensamentos sobre nós. Um prazer doloroso que não me deixa descansar. O amor não pode ser contido. A embalagem de puro desejo se rompe, e espalha carmesim pelos meus dias. Longos dias que desejam agora ternura. Passo procurando por digitais. O aroma, o ar que deixou para trás..." Extraído do filme I can´t think straight"