31 de ago de 2013

Quietude.

                                                                          Para Andressa,         

A moça estava quieta na janela.
Olhava o tempo dissipar-se no calor das horas que deitavam no chão da rua, exaustas.
Ela é linda como um raio fumegante de luz trazendo vida ao breu de um quarto sem cor.
Fala pouco, e quando pronuncia as palavras elas dançam suavemente em seus lábios finos.
Ela é quieta como um anjo, branda a tecer seus amores em bordados delicados de cor azul.
Sua voz amena sucumbe os estridentes sons que se avolumam no mundo inquieto.
É um ser pouco compreendido, mas profundamente brando, como um pássaro dócil que passeia tranquilo pela janela de um vizinho comum.
Seus gestos são comedidos e exaustivos para aqueles que estão acostumados com a pressa.
Toca a vida de modo doce, com paz em seus negros olhos.
Morena, cabelos lisos a adornar seu rosto fino que expressa sua beleza com simplicidade.
Anda sem pressa, fala em pausas, as palavras quase não afloram.
Uns a acham quieta demais, outros dizem ser ela um amor; mas quem a compreende verdadeiramente?
Moça instrospectiva, de silêncios, de sorrisos tímidos, de toque calmo, olhar introvertido.
Se diz tímida demais, quase dispersa no ar como o orvalho no amanhecer.
Mas há quem saiba ver graça em sua candura; em sua delicadeza.
Quem saiba amá-la assim como ela é, sem precisar mudar.
Existe quem a ame sem ser uma moça extrovertida, sem ser entusiasmada em demasia.
Sendo simplesmente ela.
Linda como um pequeno pássaro recém nascido na primavera.
Inteligente e perspicaz em seu passo leve, em seus gestos bonitos.
Bela com uma flor discreta, em meio a flores extravagantes.
Tem um brilho só seu, simples e amável como seu cantar suave.
Linda como um rouxinol a cantar sereno no silêncio do crepúsculo.
Um encanto da cabeça aos pés.
Querida, és linda assim.
Canto agora sua espontaneidade arraigada na maneira intrínseca de ser você.
Sem precisar de pressa, de escândalos.
Linda como é, porque Deus a fez luminescente e cheia de vida.
Amo sua doçura, sua quietude, sua paz que excede o entender.
E apenas posso tentar descrever o que é estar próxima de alguém assim.
Doce menina de sonhos gigantes e vontade enorme de ser feliz.
Mas você já é feliz, acredite.
Creia que para Jesus você é a mais linda das flores,
sem necessitar de pétalas enormes.
Ele a fez assim, singela e meiga.
Porque Ele te ama assim como você é.
Então não fique aí observando a rua mover-se da janela,
abra um pouco as cortinas, e sinta o leve sopro da brisa tocando esse rostinho de porcelana tão delicado e gentil.





2 comentários:

Desa disse...

É bom ser compreendida de vez em quando, agradeço a Deus por você fazer parte da minha vida,espero que este seu dom de escrever venha sempre alegrar sua alma tanto quanto alegra meu coração. Obrigada!

Nanda Torres disse...

Oi flor, feliz dia do blog!
AHHH, tem novo desafio do leitor lá no blog, conto com sua participação doce <3
segue o link:
http://lladodedentro.blogspot.com.br/2013/09/desafio-do-leitor-setembro.html

beijo beijo