16 de jun de 2012

Distantes.

                             556455_354617431246845_127839140591343_915840_1167625167_n_large
Uma vela iluminava a escuridão que se estendia no pequeno quarto.Jane terminava mais uma carta noturna.Delicadamente beijava o papel envelhecido e dobrava-o com maior cuidado;guardando a carta juntamente com alguns poemas que fez ao entardecer.Ela repousou o corpo na cama fria e cobriu-se em silêncio.Pensativa estava,e não conseguia parar de olhar para o celular na penteadeira.As mãos tremiam de tanta ansiedade,não conseguia dormir e tão pouco sossegar a alma diante daquela torturante noite sem notícias dele.Era mais um fadigante dia sem escutar aquela voz terna que tanto cobria sua face de sorriso,de brilho.E nada mais havia de interessante senão pensar como seria bom tê-lo naquele instante;tê-lo na hora que bem quisesse.Mas quanto mais desejamos algo,mais esse algo se afasta de nós.E assim ela passou a noite,torturando-se por não conseguir digitar aqueles números tão conhecidos,o seu orgulho ainda resistia apesar de tudo.

Meia noite.Joy estava a olhar um bando de bêbados a cantarolar uma música esquecida,na mesa de um bar movimentado.Mulheres atraentes a sua volta,garçons a servir as mais diversas faces que se destacavam no fundo noturno que se delineava na madrugada escaldante.Havia gelo nos copos e dentro do seu coração também se formavam flocos de neve,que o petrificavam a cada gole.Ele não suportava mais aquela vida sufocante que levava todos os nauseantes dias.E também não conseguia aceitar qualquer hipótese que o tirasse dela.Estava acostumado com aquele cheiro de cinza,com a dureza das palavras,e não se empolgava com muita purpurina.Sua vida era resumidamente ordinária.Alguns sorrisos comprados,sexo barato e mais gelo no coração para não se importar taanto.E naquela noite ele olhou para a lua e lembrou do sorriso ensolarado de uma certa desconhecida que o encontrou em uma noite fria em tempos atrás.Pensou em trocar algumas palavras com ela,repensou,estaria iludindo mais uma com suas cantadas esdrúxulas.Nunca foi de prolongar o que não o atraia,e ela estava ultrapassando seus limites.Não era como as outras,era mais que uma noite e talvez fosse dessas que espera um anel de diamantes e lua de mel nas Bahamas.Não,ele não ligaria para ela.


Nenhum comentário: