6 de nov de 2011

Flor do deserto - Um verdadeira obra prima!



É raro encontrar filmes que relatam uma verdadeira história de resiliência.E inevitavelmente estamos habituados a limitar nossos olhos a filmes vagos e pobres de conteúdo.Quando encontrei esse filme fiquei realmente deslumbrada.Me fascino,invariavelmente,por histórias realistas de causas sociais.Demorei um certo tempo para deslumbrar-me com essa obra prima,inevitavelmente,o filme mais completo que já assisti.Trata-se da adaptação do livro ''flor do deserto'' para a 7ª arte.Escrito por Waris Dirie,que narra sua vida desde os primeiros anos em que morava com sua família no deserto da Somália.Waris conta,de modo profundo,a terrível situação que as mulheres na África tem que sofrer,elas são obrigadas a sentir,a sangue frio,sua genitália ser mutilada.Waries Dirie foi circuncidada aos 3 anos de idade;essa prática atroz faz parte da cultura desse país,Somália,a justificativa é que esse ato,bizarro,torna a mulher pura para o casamento.O filme expõe a vida e esse ato inaceitável de maneira totalmente inovadora.Com uma fotografia incrivelmente bela e bem construída.O filme é construído desde sua peregrinação pelo deserto até sua chegada em Londres,onde é descoberta por um fotógrafo famoso e assim vê sua vida transformada.Estou realmente tocada por essa obra,mas receio não ter expressado todo o brilho desse filme.Decerto,somente assistindo com a alma para compreender a magnitude dessa história realista.É desses filmes que você carrega consigo para sempre,e muda sua maneira de ver a vida.Não por algumas semanas,mas reconstrói a sua auto estima,como a minha,e nos ensina a lutarmos pela nossa dignidade e pelo bem geral.Todos nós possuímos sonhos,mas pelos milhares de pedregulhos no meio do caminho acabamos cansados e sobrecarregados.Mas enquanto tivermos nossa vida,ainda restará esperança.E devemos lutar e buscar nossos sonhos com toda a força que Deus nos dá.Mesmo que sua vida seja desmotivante,e as pessoas não acreditem em você.Levante-se olhe para o céu e saiba que existe alguém que acredita na sua capacidade.Muito mais aprendi com a história dessa modelo dessa mulher incrível,que para mim é a mulher mais linda do mundo(depois da minha mãezinha,claro).Das areias manchadas de sangue do deserto para as passarelas mundiais e merecidamente agraciada como embaixadora da ONU.Lutando pela fim da mutilação feminina.Recomendo esse filme com uma força monumental!Obrigada.

Link para assistir:Aqui!
  “As coisas estão melhorando, mas não é o suficiente. O que me deixa doente é que os políticos do mundo não levam a questão a sério porque, no fim das contas, é um ‘problema de mulher’, algo relacionado à vagina. Muitos argumentam dizendo que ‘isso é religião’ ou ‘é a cultura dos outros’, quando na verdade é um crime. Especialmente quando ocorre com garotas pequenas que não podem se defender”, argumentou Waris Dirie, em entrevista à revista Marie Claire (www.marieclaire.globo. com).

2 comentários:

Jana disse...

Oi, Tammy!
Olha, vou ser sincera com você: Eu tenho pavor a esse tipo de filme, não tenho estômago, não. Sei que é uma coisa que acontece e que fechar os olhos pra isso não vai fazer com que acabe, mas não consigo. Fui assitir ao filme 'O jardineiro fiel' e , Cristo! Só Ele sabe como eu consegui terminar de ver aquilo tudo e foi uma vez pra nunca mais. Agora, uma coisa eu admito: lutar pela vida e sonhos mesmo estando com tudo contra você é mesmo uma lição de vida!

PS: fiquei feliz em ver que você é cearense também! Vejo poucas blogueiras do nosso estado e conhecer alguma, nossa, me alegra demais! Desculpa a demora em retribuir sua visita, mas a preguiça de responder comentários tem me atacado com força nos últimos tempos. >_<

Beijos!

Ana Paula disse...

Tammy, muito tempo antes do filme, eu havia lido o livro. Lembro-me de ter visto a indicação numa revista na sala de algum consultório. Fiquei fascinada com a sinopse e logo comprei.
Intenso, lindo, triste. Só não consegui assistir ao filme.
Tenho até hoje imagens nítidas que as palavras me mostraram.
Beijo