24 de set de 2011

Sentimento Descartável.

Quando a paixão batia em minha porto logo cedo,eu abria e a convidava para tomar um café docinho e com um sorriso dissimulado resolvia ceder um espaço para ela em minha casa.Antes era mais fácil surgir em mim um sentimento tão forte e tão impulsivo como a paixão.Mas hoje eu resolvi deixar a porta trancada e não receber a paixão em minha residência espiritual.Ela sempre chegava com roupas em tons pasteis e bebia chá como um inglês nato.Todavia depois de um tempo ela apresentava um comportamento frívolo,quase bipolar.E meu estado de espírito ficava tão atormentado que a casa outrora organizada e limpa,jazia em uma bagunça descomunal.Demorou muito para perceber que essa convidada,a paixão,não passava de uma parasita sentimental.Com o tempo eu percebi que ela tratava meus ''pretendentes'' como meros copos descartáveis.Uma semana se enamorava de um,e em outro momento estava escrevendo poemas para outro mancebo.Isso não é algo aceitável para um coração piedoso;na verdade é algo tão egoísta e mentiroso que com o tempo foi retirando meu respeito pela escolha dos outros.Pois geralmente nos apaixonamos por pessoas que não estão realmente interessada na cor dos nossos olhos.E acabamos culpando-as pelo acontecido,descartando por conseguinte qualquer laço afetivo que poderia nascer com aquela pessoa.E depois de deteriorar os sentimentos e notar quão destruidor podem ser esses sentimentos descartáveis,podemos concluir que o melhor é fechar a porta diante de um romance aparentemente nocivo.As pessoas não são objetos descartáveis que amamos em um momento e depois esquecemos da sua existência.Quantas amizades perdemos quando decidimos que estávamos apaixonados por alguém,ou quão tolo fomos em descartar aquele sentimento por puro egoísmo e ressentimento.O melhor é deixar o amor surgir naturalmente,e não aceitar se apaixonar facilmente.A paixão passa e os sentimentos são transitórios,mas o amor dura para sempre !

2 comentários:

Tammy disse...

a vida é feliz quando se tem jesus

Desa disse...

Você disse tudo...amei