8 de jan de 2013

Água potável!



Moça bonita de cabelo azul, as flores já nasceram na varanda.
Deixa essa carta antiga mofar no fundo do baú, tem tanta vida brotando lá fora... 
consegues ver?
Passa um batom carmim e sorri com esses olhos lindos, 
coloca uma roupinha solta e anda de bicicleta.
Aproveita o dia que o sol está frio, o vento gelado e o mar vazio.
Arranca essas lembranças da memória e cola novas fotografias nessa cabecinha de brisa.
Deixa as recordações voarem e sentirem o cheiro da maresia.
E enquanto o mar te toca, deixa as ondas levarem os ressentimentos.
É tanta mágoa nesse coraçãozinho...
Dá até dó!
Muda o cd e deixa a paz inundar a alma...
Dança como uma tamareira do Egito e esquece as miragens.
Tem água potável brotando mocinha, água boa que filtra a dor desse peito.
Agora joga essas cartas no lixo e vai viver sua vida, que ela tá só te esperando pra acontecer.



Nenhum comentário: