22 de set de 2012

Teu sorriso ainda me retém.

Tumblr_lpjahtiguj1qflxcso1_500_large

Ainda estou perdidamente encontrada na luminosidade dos seus olhos.
Encantada pela brandura da sua voz assoviando poesias ao pé do meu ouvido.
Aqui dentro lateja uma saudade que não evapora, está fixa em cada instância de mim.
Desespero me retém vez por outra enquanto caminho pelas ruas solitariamente.
Faz tanto tempo que não chamo você de querido, nem de meu.
Faz muito tempo que nosso tempo se perdeu.
Estamos assim, dispersos no horizonte.
Sentindo o vento varrer a nossa finitude, sentindo a vida fugir a cada sopro.
Devíamos ser mais corajosos, mais ousados, mais vivos.
Sei que não estás mais enamorado de meus versos,
sei bem que não se importa com minha lamentação.
Mas o que farei se o que me restou foi apenas isso?
Apenas uma lembrança vaga, quase fragmentada...do teu olhar tímido,
da tua voz mansa, do teu cheiro tão bem respirado pelo meu inconsciente.
Que adiantaria eu declarar tudo o que sinto se estou gritando em uma caverna solitária?
Haveria algo a mais para mim além de ver o seu sorriso fugindo do meu?
Fico aqui, nessa solidão tão fria e dócil.
Aqui estou para o silêncio, esse que sempre me recebe com café fresco e bolachinhas.



Nenhum comentário: