21 de set de 2012

Olhos florestais.

Tumblr_m9by69cmej1rt0hn7o1_500_large

Aqueles olhos esverdeados eram os mais enigmáticos par de pupilas para mim.
Como uma densa floresta despovoada, selvagem, resguardada por um silêncio incomum.
Quando ele me olhava eu sentia o oceano diluir dento de mim.
Cada piscada era um terremoto que revirava todas as minhas certezas, levando todas as respostas para longe.
Lembro das cenas antigas em que aquele olhar me perseguia.
Ao escutar sua voz branda imaginava seu rosto no ar, tocava-o como um belo quadro da galeria mais requisitada.
Dormia e sonhava com o balançar das palmeiras, o verde de suas folhas dançando com o vento, o som do silêncio emergindo entre a poeira que subia no árido terreno.
Tanta falta sinto daquelas pupilas!

4 comentários:

Anônimo disse...

Tirou-me o fôlego: "Quando ele me olhava eu sentia o oceano diluir dento de mim".

camila disse...

Eu adoro textos, e adorei seu cantinho por ter muitos deles, fico lendo, imaginando, pensando... me identificando! Gostei muito da qui! bjs Cami

www.leerosy.blogspot.com

Sabrina Nunes disse...

Olhos verdes, minha paixão.
Bom final de semana, beijo.

Scarlat Assunção disse...

me identifico tanto com teus textos. Tu tens o dom de captar as mais belas profundezas de coisas simples.
Um olhar diz tanta coisa né, adorei, adorei, adorei!
Intensa, sutil e linda como sempre ♥