1 de abr de 2012

Por que as pessoas se apaixonam?

                             426167_239205709509606_212137828883061_473748_1591647869_n_large
Há uma estante escondida no fundo dos meus olhos.É nela que guardo minhas desilusões.Uma coleção inteira de retalhos desgastados,amores desgarrados,troféus enferrujados de decepção.Sempre que fecho as pálpebras e me recolho nesse esconderijo obscuro e mofado,reflito acerca de tudo que me aconteceu.Das lágrimas que fizeram uma poça no quarto,do frio que congelou meus cílios enquanto ansiava o calor de um corpo que não me aqueceu.Para uns não passa de dramatização e exagero,mas só aqueles que sentem em suas entranhas a dor de uma ilusão conseguem compreender a veracidade dessas palavras.E o mais frustrante é saber que haverá próximas vezes,e todo o trailer será rebobinado.Muitos se fecham em um mundo solitário e acabam presos na teia do individualismo exagerado.Outros enxugam as lágrimas e seguem acreditando que um dia o genuíno amor chegará,e alguns,como eu,se tornam pessimista e destilam desdém frente as pessoas que ousam se apaixonar.Mas,invariavelmente,todos em algum momento acabam se apaixonando.Mesmo que evite de todas as maneiras,que se esconda nos mais escuros calabouços,ou tente ser indiferente,dificilmente resistirá aos estratagemas sutis da paixão.E uma indagação surgiu em minha mente:''Por que as pessoas se apaixonam?''.A resposta que encontrei está ali,naquela estante que mencionei a princípio.Em cada decepção e expectativa inalcançada.Nos apaixonamos não porque gostamos de sofrer,mas porque queremos alguém que nos tire do sofrimento,da rotina,da indolência que aumenta a cada dia.A paixão é descrita como um sentimento de intensa emoção e sobrepõe-se a razão e a prudência.E é isso que estamos a procurar em nosso íntimo,algo que nos faça enlouquecer.Uma das coisas gostosas da paixão é essa estranha maneira de sorrir e ver satisfação em tudo.O mundo fica mais encantador e viver não é assim algo tão desmotivante.Borboletas bailam no estômago e até música de forró começa a fazer sentido.De repente aquele rosto azedo e enfadante abre um sorriso daqueles que se assemelha a uma explosão de Super Nova(exagerei).Os olhos brilham mais que uma constelação,e tudo é motivo de festa.As pessoas ao redor logo percebem que há algo de anormal acontecendo com o indivíduo apaixonado.Ele começa a agir de modo dúbio e passa a depender de coisas fúteis.Deixa de ler um livro para ficar esperando ansiosamente uma ligação que nunca acontece.Fica triste pelo tosco fato da pessoa ''amada'' não dá a atenção que ele anseia e por aí vai...Até que aquele ser que outrora cantarolava e até sambava lembrando do seu amor,jaz quase moribundo em um quarto aos prantos.Que tétrico,que tétrico.Depois ela se ''recupera'' e prossegue a vida que gozava antes;bom dia monotonia!Mas isso acontece quando a paixão não é correspondida,o que ocorre  na maioria dos casos.Por isso evito o quanto posso,armo mil planos e traço metas para não cair nesse labirinto sombrio.Ser devorada por uma desilusão não está em meus projetos.Resolvi atear fogo em cada artefato da estante.Fechar aquele antro e voltar a acreditar que é possível,que encontrarei alguém que fará meu coração bater descontroladamente e trará paz a minha alma.Alguém que acorde minhas borboletas e não as deixe dormir novamente.Um coração que quebrará minha rotina todos os dias,fazendo de cada instante uma perpetuação de um amor puro que cresce e transforma tudo ao redor.As lágrimas existirão mas o perdão prevalecerá diante das brigas.Finalmente,apaixone-se por alguém que esteja disposto a se apaixonar!

4 comentários:

Pedacinhos de mim disse...

Nem sabes o quanto gosto de ler este post´s repletos de amor, com uma série de sentimentos que prendem o nosso olhar, que seguram o nosso coração. Gostei muito, Um Beijo :)*

Alexandre Lucio Fernandes disse...

Mas nem sempre nos apaixonamos por alguém disposto a se apaixonar. É fato! Até porque sentimento é algo que não se controla. Nasce e no peito se dispersa, deixando a alma em pleno vôo.

Nos apaixonamos porque é da natureza humana amar...

Beijos floridos querida!
É sempre gratificante te ler. Tens muito sentimento...
Feliz Páscoa!

Heitor Lima disse...

Terminar os devaneios em otimismo é sempre o melhor modo de sair de um incêndio vivo. A paixão pode ser tão forte de tantas maneiras diferentes... mas em todas elas, tem algo em comum: você não "sai dela" da mesma forma. Ótimo post, mana. Você nem fez a tag ainda, ou fui eu que não achei? D:
Até mais ;*

Luzia Medeiros disse...

Olá Tamires, as vezes é preciso mesmo tocar fogo nas lembranças ruins, ou, pelo menos, limpar um pouco a poeira da estante para que novos amores possam surgir.

Beijos.